Review do capacete Bontrager Ballista

Review do capacete Bontrager Ballista

10 de Maio de 2017

O último lançamento da Bontrager na área de capacetes é o Ballista, um modelo aero road com muita ventilação e um sistema completamente novo de absorção de impacto.

Cada vez menores, os capacetes aerodinâmicos atuais fogem do antigo conceito “gota, tão populares no Triathlon há alguns anos. O Bontrager Ballista segue a mesma linha de modelos como o Specialized Evade, o Louis Garneau Course e o Giro Air Attack.

Se comparado com esses quatro concorrentes, O Ballista se mostra o mais aerodinâmico, conforme dados fornecidos pela Trek:

Gráfico

Além do design aerodinâmico, chama ainda mais atenção a quantidade de aberturas para ventilação e o peso, incrivelmente leve. Nosso exemplar de teste, tamanho M tem cerca de 270g. Na frente há 3 grandes aberturas, que realmente fazer bastante diferença no resfriamento, ponto positivo para provas quentes de longa duração. Analisando os canais internos de ar e as aberturas superiores, fica claro que o projeto de resfriamento e aerodinâmica foram desenvolvidos de forma integrada.

“A aerodinâmica finalmente ficou legal”, esse é o slogan oficial da marca para o Ballista. Na verdade, é melhor entender a versão original, em Inglês: “Aero finally got cool”. Cool pode ser traduzido tanto como “legal” quanto “frio”. Ou seja, ao mesmo tempo que se trata de um capacete aero descolado e de visual incrível, o Ballista tem uma capacidade de ventilação e resfriamento que realmente impressionou nos treinos que fizemos com ele.

No quesito segurança, o Ballista tem a tecnologia mais moderna da marca, o MIPS (Sistema de Proteção contra Impactos Multidirecional). Essa tecnologia, desenvolvida por engenheiros e neurocientistas visa reduzir o dano das forças rotacionais no cérebro oriundos de impactos angulares na cabeça. O sistema de ajuste de altura e circunferência permite que ele fique bem justo na cabeça, maximizando sua proteção, seja na posição aero, seja na posição de ciclismo.

E por falar em posições, ele não mostrou diferença de conforto e resistência ao vento em nossos testes com bike de contrarrelógio e de ciclismo. Uma sacada muito interessante desses capacetes aero road é que as movimentações da cabeça não geram praticamente nenhum arrasto, o que era um grande problema para os capacetes gota.

A Trek ainda tem um programa muito interessante chamado “Crash Replacement Guarantee” proporciona uma troca gratuita caso seu capacete seja envolvido em um acidente durante o primeiro ano de propriedade, mediante a apresentação de documentos específicos.

O preço do Ballista no Brasil é de R$1.259,00, o mais barato de sua faixa de mercado, o que torna uma opção para triatletas usarem tanto em provas quanto no dia a dia.


Fonte: Mundotri